Blog

Um de nossos princípios é a comunicação transparente, dividindo os relatórios anuais e reforçando a conexão e o bom relacionamento com nossos participantes.

Fapa fecha 2020 com excelente rentabilidade de 8,26%

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Resultado foi superior ao CDI, Poupança e Inflação

Mesmo com o cenário desafiador de crise causado pelo novo Coronavírus, a Fapa fechou 2020 com excelente rentabilidade de 8,26%. O resultado foi superior a importantes referenciais de mercado como CDI, que fechou o ano com 2,76% rentabilidade, Poupança com 1,97%, e Inflação com 4,46%.

“Face ao resultado alcançado em 2020 destacamos aos participantes e assistidos que com o engajamento dos colaboradores, órgãos colegiados, gestores e consultores foi possível atingir um número muito importante em 2020. Alcançamos 8,26% de rentabilidade consolidada, fazendo frente há um ano em que a economia sofreu um forte impacto em função do cenário provocado pela pandemia de Covid-19, penalizando diversos setores da economia”, destaca o diretor presidente da Fapa, Celso Andretta.

Ao segregar as carteiras por subgrupos, o de Benefício Definido (BD), que concentra os recursos dos assistidos pela Renda Vitalícia, fechou 2020 com rentabilidade de 8,19%. O resultado tem como principal motivação os títulos atrelados à inflação.

“Graças à segregação dos ativos em 2019, a carteira direcionada à submassa BD passou praticamente incólume durante a pandemia, o que garantiu manter um resultado mensal positivo mesmo durante o período mais complicado do ano. Essa rentabilidade se dá principalmente à aquisição dos títulos atrelados à inflação realizados nos últimos anos com o compromisso de levá-los até o vencimento, diminuindo consideravelmente a volatilidade dessa parcela do patrimônio,” explica o analista de investimentos da Fapa, Mayron Wosniak.

De acordo com ele, essa estratégia direcionada ao passivo (BD), chamada ALM (Asset Liability Management) é adotada pela Fundação dado seu compromisso atuarial com esse grupo. “Estratégias táticas pontuais também com títulos dessa característica, realizadas pela Gestora Vinci, contribuíram por agregar valor a essa rentabilidade,” diz.

Já a carteira de Contribuição Definida (CD), que concentra os recursos dos participantes ativos e assistidos na modalidade de Percentual do Saldo, fechou 2020 com 8,26% de rentabilidade, motivada principalmente pelas proteções com posições em dólar.

“A parcela destinada a submassa CD, cuja estratégia é diferente, recebeu proteções com posições em dólar, pouco antes da disparada da moeda, que garantiram bons retornos à carteira, mesmo com a bolsa em queda. Após a valorização dessa estratégia a equipe de gestão da Vinci fez movimentos táticos com o intuito de garantir o ganho já apropriado pela proteção permitindo que a posição apresentasse ganhos substanciais acima da média do mercado nessa parcela”, explica Wosniak.

rentabilidade consolidada referenciais mercado 2020
quadro rentabilidade carteiras referenciais mercado 2020

ESTUDO ADITUS

Um estudo realizado recentemente pela Aditus Consultoria Financeira, apontou que a mediana da rentabilidade de todos os planos de previdência sob monitoramento da Consultoria (307 planos) foi de 7,08%, enquanto a Fapa apurou 8,26%, ficando na metade superior de todos esses planos, em termos de rentabilidade.

“Se estratificarmos essa posição conforme as submassas, na parcela BD tivemos rentabilidade de 8,19% contra uma mediana de 8,51%. Dada a característica mais passiva desse tipo de estratégia, entendemos que o resultado foi excelente, pois atendeu a estabilidade em relação à meta atuarial. Já na parcela CD, obtivemos 8,26% contra uma mediana de 5,09%. A diferença perceptível vem inequivocamente das proteções e posições táticas realizadas,” destaca o analista da FAPA.

NOVOS MERCADOS

Ao longo de 2020 os gestores aumentaram de forma gradual a exposição da carteira da FAPA aos mercados externos, após a valorização da posição cambial (em dólar), proporcionando maior diversificação em termos de risco.

“A estratégia foi adotada aproveitando a exposição na moeda já existente no portfólio e com o intuito de diversificar o “risco Brasil” presente nos ativos daqui. Obviamente a rápida valorização do mercado acionário nos EUA contribuiu para os ganhos também nessa posição,” destaca Wosniak.

Gostou? Conta pra gente o que achou!

Notícias relacionadas

comunicado site

Expediente da Fapa – Feriado

Comunicamos que nos dias 11/10 e 12/10 não haverá expediente na Fapa em função do feriado do dia de Nossa Senhora Aparecida.

Veja mais
posse_2

Tomaram posse novos membros dos órgãos colegiados da Fapa

Foram empossados no dia 16 de setembro o novo presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Antônio Ferraro Biasi, o conselheiro deliberativo suplente, Ademir Antônio Rodrigues e o novo diretor de seguridade e administração da Fapa, Hélio de Almeida Machado.

Veja mais

O que você está procurando?