Blog

Um de nossos princípios é a comunicação transparente, dividindo os relatórios anuais e reforçando a conexão e o bom relacionamento com nossos participantes.

42º Congresso da Abrapp conta com presença da Fapa

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Membros dos Conselhos, da Diretoria e Funcionários da FAPA participaram da  42º edição do Congresso Brasileiro de Previdência Privada, realizada de 19 a 22 de outubro. O evento foi realizado em formato virtual e reuniu 70 palestras com apresentações de 110 especialistas das mais diferentes áreas.  

Promovido pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) o tema central de 2021 foi Atitude à Prova de Futuro” #LiderProtagonista.

Durante os quatro dias, oscongressistas tiveram à disposição conhecimento direto das principais fontes do mercado. Os temas das palestras abrangeram: conjuntura econômica e perspectivas para 2022, impactos econômicos da previdência complementar, digitalização e LGPD, cultura comercial, planos família, formalização da política contábil na governança e o lançamento do Relatório de Sustentabilidade das EFPCs.

Ainda no âmbito dos investimentos, foram ministradas palestras técnicas sobre gestão e alocação de capital, customização de portfólios e processo de seleção de gestores, diversificação em renda variável, investimentos no exterior, gestão de fundos de fundos, fundos multimercado dentre outros.

Confira algumas opiniões de conselheiros da Fapa sobre a participação no evento.

Conselheiro Fiscal da Fapa, Paulo Hiroki

 – No meu ponto de vista, a participação é de extrema importância para todos os participantes de fundos de pensão fechados. Trata-se de um raro momento de atualizar conhecimentos e melhorar o referencial dos acontecimentos na área. Como trata-se de um Congresso Brasileiro, permite ainda saber de outros participantes experiências e inovações. Quanto a participação de conselheiros, considero obrigatória.

Presidente do Conselho Fiscal da Fapa, Quézia

Foram dias intensos para que pudéssemos destravar nossa percepção no âmbito da Previdência Privada com troca e feedback de outras entidades. Parabéns pelo 42º Congresso da ABRAPP, que teve o objetivo de aprimorar nossos conhecimentos.

Conselheiro Deliberativo da Fapa, Gustavo Scholz

– Ao terminar uma postagem em rede social sobre Organizações Exponenciais, que foi um dos inúmeros temas apresentados no congresso da ABRAP, este por Salim Ismail*, recebo uma mensagem do WhatsApp com o pedido da área de Comunicação da FAPA de escrever algo a respeito daquele evento, minhas percepções e importância.

Interessante que essa coincidência demonstrou, pelo menos para nós, que os Congressos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar vão muito além daquilo que poderíamos imaginar, que normalmente são eventos maçantes e onde só se abordariam temas relativos à rentabilidade de ativos, juros, produtos financeiros ou longevidade.

Em parte, até que isso possa ocorrer, mas invariavelmente os Congressos são um momento em que os atores dessa importante “indústria” de seguridade social podem parar por algumas horas e analisar rumos e tendências, salutar para o desenvolvimento em qualquer atividade humana.

Interessante é que neste 42º Congresso, além dos assuntos normais tivemos por exemplo, a ênfase na ESG – Environmental, Social e Governance (meio ambiente, social e governança), Inovação e Tecnologia. Muito interessante e preocupante também foram as análises de cenário pós pandemia no mundo e no Brasil. No caso brasileiro, notadamente a crise ambiental, energética e que associado aos problemas institucional e político, refletem o desemprego além do descontrole fiscal e inflação.

Como Conselheiro da Fapa e profissional no IDR-PR, com experiência em eventos similares, ressalto o quão importante é estar atento aos temas elegidos. Por outro lado, ressalto que a permanente capacitação é pré-requisito para o bom desempenho nas funções de Conselheiro e necessário na manutenção de nossas certificações perante o ICSS, órgão que nos credencia a atuar no segmento.

Recordo que os dois últimos Congressos foram diferentes, dada a pandemia e com isolamento social, realizados em ambiente virtual e sem atividades sociais. Faltou o convívio humano tão importante para nós seres sociais. Em outros momentos ocorreram pequenos problemas técnicos, mas longe de prejudicar o evento. Por outro lado, felizmente, primou-se pelo diferencial da qualidade e de inovação, o que faz com que eventos da ABRAPP sejam muito concorridos e reconhecidos.

Se temos algo a lamentar em relação ao evento é que ele traz muita informação. E infelizmente nesta semana o acesso aos materiais e vídeos produzidos no Congresso não estão mais acessíveis no ambiente virtual. Teria muito ainda a pesquisar e rever, tanto das palestras quanto das apresentações de produtos e normativas. Porém, como se diz no jargão popular, fica o gosto do “quero mais”, em que pese a responsabilidade que temos com os participantes dos nossos planos de Previdência. Finalizando, cabe o convite a todos os participantes a participarem da gestão da Fapa, lembrando que em breve teremos eleições e que a renovação é salutar. Venha conhecer e aprender sobre previdência. É uma experiência interessante.

Gostou? Conta pra gente o que achou!

Notícias relacionadas

surc

Relatório SURPC aponta redução significativa no número de EFPC

2012 a agosto de 2021, o número de entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) diminuiu de 337 para 275.

Veja mais
reuniaocd

CD aprova orçamento do PGA para 2022 e estudo ALM

Com pautas extensas, os Conselhos da Fapa, Deliberativo e Fiscal realizaram via web, nos dias 24 e 25 de novembro, suas penúltimas reuniões ordinárias do ano.

Veja mais

O que você está procurando?