FAPA | Fundação de previdência EMATER

NOTÍCIAS

Fique sempre por dentro do que acontece
Presente para o Dia das Crianças? Educação Financeira! 09/10/2020

Presente para o Dia das Crianças? Educação Financeira!

O Dia das Crianças já está próximo, data em que cresce o consumo de produtos infantis e, consequentemente, a necessidade de um dinheiro extra. Mas o que fazer quando não se tem uma reserva de capital para este dia especial? Nesse caso, sempre é fundamental manter a calma, evitando loucuras, e ter em mente que mesmo sem um planejamento prévio ainda é possível comprar presentes para os filhos e utilizar essa situação para iniciar seu filho no caminho da educação financeira.

Assim, se a condição financeira da família estiver muito apertada, o ideal é ter uma conversa franca com as crianças, buscando mostrar a importância dela para a família e encontrando algo que ela deseja dentro da realidade financeira do momento. A conversa chamará a atenção da criança para que perceba que aquilo que ela viu em uma propaganda não é o que ela necessita no momento.

Uma boa dica para economizar é trocar o presente pela realização de um passeio.

Esse momento que a família passa junto pode valer muito mais que um presente físico. A viagem ou passeio fica na memória, além de ajudar a melhorar a cultura e o conhecimento da criança. Reforço que, quem não planejou a compra de presentes para o Dia das Crianças deve comprar um presente de menor valor agora, se preparando para comprar algo que agrade mais a criança em seu aniversário ou no Natal.

Se a situação financeira não está tão complicada é interessante comprar um bom presente.

Contudo, antes da aquisição do produto são necessárias duas atitudes: a realização de pesquisas de preços e uma análise das melhores formas de pagamento. Além disso, é fundamental analisar se o presente não trará custos extras para a família ou mesmo para a criança.

A maioria das pessoas ainda não se atentou para a importância de saber negociar em nosso cotidiano e o Dia das Crianças é uma ótima oportunidade de mostrar para as crianças como fazer isso, levando seu filho para a compra, sempre com o presente pré-definido na cabeça dele. Cada vez mais cedo, as crianças estão expostas ao mundo das finanças pessoais. Seja na escolinha, em casa ou mesmo na rua com os amigos, o dinheiro já é parte fundamental de suas vidas.

Mas como educá-los financeiramente da forma correta?

A partir do que coloquei em meu livro “O Menino do Dinheiro” (Editora Gente), elaborei dez dicas para seu filho começar a economizar:

1. A partir dos dois anos, quando as crianças começam a demonstrar desejos próprios, já é o momento de iniciar a educação financeira, mostrando o processo de troca do dinheiro por produtos;

2. Reserve as datas especiais para dar brinquedos às crianças, mostrando assim que ela não pode ter tudo na hora que quiser;

3. Apesar de estarem em desuso, os cofrinhos ainda são ótimas formas de mostrar a importância da economia para as crianças;

4. Conheça alguns dos desejos da criança e demonstre quanto ela terá que guardar para realizá-los. Quando ela chegar a esse valor, acompanhe-a na compra, que será uma conquista;

5. Desenvolva jogos e brincadeiras que estimulem as crianças a pensar em como utilizar dinheiro e em como é importante poupar;

6. Demonstre desde cedo à relação entre o dinheiro e trabalho, o que pode ser feito levando-a ao seu local de trabalho;

7. Faça com que as crianças participem das reuniões financeiras da família e das decisões sobre viagens, compra de material escolar e compras maiores. Isso também pode ser feito nas listas de supermercados;

8. Explique para seu filho que nem tudo que é demonstrado nas publicidades tem um real valor para o cotidiano e que a aquisição desses produtos pode proporcionar frustrações;

9. Analisar e, quando perceber que a criança já possui um certo entendimento sobre o valor do dinheiro, dar uma mesada, com a qual ela deverá adquirir produtos que deseja;

10. Abra uma poupança para a criança, onde direcionará parte da mesada para que no futuro a criança tenha uma reserva. Faça um acompanhamento conjunto de quanto de dinheiro ela já possui.

Um último cuidado que os pais devem sempre tomar é direcionar a compra de presentes para datas especiais, como o Dia das Crianças, aniversário e Natal, evitando com isso que as crianças se tornem excessivamente consumistas, possibilitando uma reserva financeira maior para comprar presentes e reforçando a magia que cerca esses momentos.

Fonte: Dinheirama - Reinaldo Domingos

OUTRAS NOTÍCIAS

Veja aqui outras notícias
FALE COM A FAPA
Previc FAPA

Agência Eureka! Agência de publicidade e propaganda
Obrigado. Responderemos em breve.
X