NOTÍCIAS

Fique sempre por dentro do que acontece
Conselhos aprovam Demonstrações Contábeis e Avaliação Atuarial de 2018 08/04/2019

Conselhos aprovam Demonstrações Contábeis e Avaliação Atuarial de 2018

Os Conselhos Fiscal (CF) e Deliberativo (CD) da FAPA realizaram em março suas reuniões ordinárias para elaboração dos pareceres anuais referentes às Demonstrações Contábeis Consolidadas do exercício de 2018. O CF esteve reunido no dia 26 para elaborar sua manifestação, e no dia seguinte (27), juntou-se ao CD, que estendeu as discussões até a manhã do dia 28.

Na pauta conjunta, acompanharam as apresentações do relatório da Auditoria Externa, pelo representante da empresa BEZ - Auditores Independentes S/S, Izac Busato, das Demonstrações Contábeis, pelo contador Ademir Ercole e da Avaliação Atuarial, pela atuária Rita Anzolin.

Sobre os investimentos da FAPA, o analista da entidade, Mayron Wosniak apresentou os resultados, enquanto o consultor de Investimentos da Aditus, Guilherme Benites e o gestor da Vinci Partners, André Simões falaram sobre o cenário macroeconômico.

Wosniak apresentou as alocações da carteira em 2018, sendo 89% em Renda Fixa (R$ 400,5 milhões), 5% em Renda Variável (R$ 20,9 milhões), 4% em Estruturados (R$ 18,6 milhões) e 2% em Operações com Participantes (R$ 11,8 milhões). O mesmo detalhamento foi apresentado na posição de Fevereiro/2019, após a Segregação dos Ativos (Leia mais). Ele demonstrou também as rentabilidades consolidadas da FAPA, acumuladas nos períodos de 12, 24 e 36 meses e entre 2000 e 2018.

Cenário Macroeconômico

O consultor de Investimentos da Aditus, Guilherme Benites afirmou que o começo de 2019 foi positivo para o Brasil pela expectativa da aprovação da nova Previdência e pelas mudanças nas trajetórias de indicadores econômicos internacionais, mas destacou que ainda não houve entrada de capital estrangeiro na bolsa brasileira.

“Desde outubro do ano passado, o investidor estrangeiro majoritariamente, saiu da Bolsa. Apesar de todas as promessas no mercado local, o estrangeiro parece ainda não ter comprado à ideia,” disse.

Para o ele, enquanto não houver a aprovação da reforma e se mantiver este cenário binário de aprovação ou não, a sugestão aos gestores da carteira da FAPA é de alocações mais táticas, a fim de aproveitar a volatilidade gerada pelo evento, atitude que já vem sendo tomada pela Vinci Partners.

Ainda sobre o cenário, o gestor da Vinci Partners, André Simões comentou as atitudes políticas do governo e quais impactos podem trazer nas discussões para a aprovação da Reforma, que é o cerne das decisões de investimento para o ano.

Segundo ele, sendo aprovada, a questão do ajuste fiscal, principal dificuldade econômica no Brasil atualmente, o país apresentaria condições potenciais para uma aceleração do crescimento econômico. “43% das despesas são com previdência, outros 22% com pessoal, ou seja, quase 70% do orçamento comprometido. Se você resolve a questão da previdência, abre-se caminho para equacionar muitos outros problemas no país,” destacou.

Fechando sua apresentação, Simões fez uma descrição dos resultados das carteiras dos fundos FAPA Ativo e FAPA Senior até 2018 e no inicio de 2019 e falou sobre as estratégias e movimentações realizadas.

OUTRAS NOTÍCIAS

Veja aqui outras notícias
FALE COM A FAPA
Previc FAPA

Agência Eureka! Agência de publicidade e propaganda
Obrigado. Responderemos em breve.
X